Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

Blogue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

05 Jan, 2020

...

Gonna find a way to cure this loneliness Yeah I'll find a way to cure the pain If I said that you're my friend And our love would never end How long before I had your trust again I opened up the doors when it was cold outside Hopin' that you'd find your own way in But how can I protect you Or try not to neglect you When you won't take the love I have to give I bought me an illusion An I put it on the wall I let it fill my head with dreams And I had to have them all But oh (...)
Acrobat, U2. "Don't believe what you hear Don't believe what you see If you just close your eyes You can feel the enemy When I first met you girl You had fire in your soul What happened your face of melting in snow? Now it looks like this And you can swallow Or you can spit You can throw it up Or choke on it And you can dream So dream out loud You know that your time is coming 'round So don't let (...)
  ...o que jamais esquecerei, tendo dado a volta, pelo adeus, ao bom dia. (Oh, yeah! It's no secret that the stars are falling from the sky. The universe exploded 'cause of one man's lie. Look, I gotta go, yeah I'm running outta change. There's a lot of things, if I could I'd rearrange). Porém, sinto-lhes a falta, dos dias de labirinto. Do, ao provar-me finito, saber a infinito. Foram dias de segredos, de iniciações, de mudanças de pele. Foram Anos de Serpente Obrigadinho, /i (...)
  Poema, A Noite, de José Mário Branco.  Em tudo o que já fomos está o que seremos.  No fundo desta noite tocam-se os extremos,  E se soubermos ver nos sonhos o processo, Os passos para trás não são um retrocesso.  A noite é um sinal de tudo quanto fomos.  Dos medos, dos mistérios, das fadas e dos gnomos,  Da ignorância pura e da ciência irmã,  Em que, sendo passado, já somos amanhã.  A noite é o espaço vago, o tempo sem história,  Em que as perguntas nascem (...)
17 Nov, 2019

Ars Major V

De mim, mais nada, até entrar num prazo de validade. Entrementes que vejam, ouçam, sintam, e bebam as horas superlativas. Desejo-vos boas borracheiras! Atentamente, V.V
  Para a Psicologia do Artista. Para que haja arte, para que haja alguma acção e contemplação estéticas, torna-se indispensável uma condição fisiológica prévia: a embriaguez. A embriaguez tem de intensificar primeiro a excitabilidade da máquina inteira: antes disto não acontece arte alguma. Todos os tipos de embriaguez, por muito diferentes que sejam os seus condicionamentos, têm a força de conseguir isto: sobretudo a embriaguez da excitação sexual, que é a forma (...)
Meus Queridos Pais,      Vou aproveitar a tal história sobre Ana Paula, a vossa cara e coroa da liberdade, para dar uma pincelada sobre os últimos cinquenta anos. Crítica. Interessa-me o carácter das pessoas e o que vi. São coisas pequenas, que ficaram por dizer e fazem toda a diferença. Sim, sei. Cada qual vê o mundo como vê e há guerras que não devemos comprar. Mas vou comprar. Corro riscos. Exponho-me ao ridículo. Faço o que pode ser considerado medíocre tratado de (...)
14 Nov, 2019

Ars Major

De mim, mais nada, até entrar num prazo de validade. Entrementes que vejam, ouçam, sintam, e bebam as horas superlativas. Desejo-vos boas borracheiras! Atentamente, V.V