Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

Blogue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

A normalização da anormalidade resume-se ao sacrifício idiota de um néscio em nome de uma comunidade cretina

 

gabor mate.jpg

Curamos adictos, toxicodependentes, trocando drogas ilegais por outras, socialmente aceites, e por isso legais. Aceitamos adicções, obsessões e, portanto, patologias mentais, se estas forem benéficas para a comunidade. A normalização da anormalidade resume-se ao sacrifício idiota de um néscio em nome de uma comunidade cretina.

 

"It is impossible to understand addiction without asking what relief the addict finds, or hopes to find, in the drug or the addictive behaviour.”
― Gabor Mate, In the Realm of Hungry Ghosts: Close Encounters with Addiction

 

http://thezeitgeistmovement.se/files/In_the_Realm_of_Hungry_Ghosts_-_Gabor_Mate__M.D_.pdf

 

 

"Mais vale, sim, mais vale sempre ser a lesma humana que ama e desconhece, a sanguessuga que é repugnante sem o saber."

"Reconhecer a realidade como uma forma da ilusão, e a ilusão como uma forma da realidade. Reconhecer que numa cela ou num deserto está o infinito, e que numa pedra se dorme cosmicamente.(...) Mais vale, sim, mais vale sempre ser a lesma humana que ama e desconhece, a sanguessuga que é repugnante sem o saber. Ignorar como vida! Sentir como esquecimento! (...) um cuspo frio do leme alto"

(adaptação livre)

14-5-1930

"Fase confessional", segundo António Quadros (org.) in Livro do Desassossego, por Bernardo Soares, Vol II. Fernando

Os dias adiante, sabem-me atrasados

 

Sinto não ser mais que uma cinza soprada,

Trazendo no peito um carvão ardido.

Melhor teria sido fechar-me dos anos que vivi.

Melhor teria sido o bom olhado do covil.

Pois nefandos são os dias,

E estranhas ficaram as minhas alegrias.

Tudo vi.

Os dias adiante, são como dias atrasados.

Ó, tivesse, mais cedo, a vida desistido de mim, 

E não ter visto a dor do meu pai, a morte da minha mãe,

E provado o sal do meu despedido irmão. 

 

Poema inspirado pelo espírito do Kalevala

 

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D