Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

10.12.19

"Os dois carentes, foi logro aceite quando nos fodemos".


Vorph "ги́ря" Valknut

Foi como amor aquilo que fizemos
Sem manhã sujeitos ao presente;
Os dois carentes
Foi logro aceite quando nos fodemos.

Foi circo ou cerco, gesto ou estilo
O termos juntos
Sexo com ternura
Foi candura
Num clima de aparato e de sigilo

Num clima de aparato e de sigilo
Num clima de aparato e de sigilo.

Se virmos bem
Ninguém foi iludido
De que era a coisa em si - só o placebo
Com algum excesso
Com algum excesso que acelera a líbido.

E eu palavrosa, injusta desconcebo
O zelo de que nada fosse dito
E quanto quis
E quanto quis tocar em estado líquido.

Foi circo ou cerco, gesto ou estilo
Num clima de aparato e de sigilo
Foi circo ou cerco, gesto ou estilo
Num clima de aparato e de sigilo
Foi como amor aquilo que fizemos
Os dois carentes
Foi logro aceite quando nos fodemos.

10 comentários

  • Finjo tão bem que faço minhas as memórias dos outros *
  • A sério!!
    E conhecendo-me tu, tão bem, diz-me a que distância está o teu, do meu? Para cima, para baixo?! Morte, ou Sul?

    Não me leves a mal.... mas tenho meio mundo dentro de mim. E a outra metade que não vi, sentia-a nos outros. Dir-te-ei que nada, absolutamente nada, me é coisa diferente.

    Paz , Ana.
    E mais uma vez, obrigado pela tua contribuição nesta casa, minha, tua, nossa mas sempre de Alterne, como eu
  • Ana, tenho tentado ir ao teu blogue, mas dá - me perfil privado. Beijinhos e Paz. Já vi, pensei, senti de modo obsceno, mas neste momento sei - me igual aos outros. Os outros é que não sabem quem são, ou do que são capazes. Esta nossa conversa vai dar origem a um novo postal. Tudo de bom, amiga.
  • Claro que não és igual. Aliás, detesto que os mais velhos digam, aos meus filhos, que quando crescerem serão iguais a eles, e detesto, ouvir, dos outros, mais próximos, que os meus filhos são especiais. Detesto que me digam que penso de forma diferente. Que sou diferente, pois nesse reparo, nesse "elogio", há sempre uma crítica, uma minorizaçao, encapotada.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.