Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

4 comentários

  • Robinson, há também muito extremismo, além de falta de civilidade, na "oposição à posição" de Greta, a começar com as piadas feitas usando o seu nome (uma miúda com 15 anos). Acredito na tecnologia, mas não vejo, como técnica sabuja dos Soviéticos, usar o Ambiente como estratégia para derrubar o Capitalismo do Altar mor. Há malta que vê política até num par de botas. Li que os da Quercus recomendam, em nome do ambiente (poupar água) , que se urine (não mais, espero) enquanto tomamos banho. Por mim, sem crise. Banho - me 2x dia e os meus rins são de marca alemã (passo horas desaflito - fui ver, existe, é verbo) abraço (já pousaste, ou andas novamente nas nuvens?)
  • Imagem de perfil

    Robinson Kanes

    05.12.19

    Mas olha que anda aí uma malta a dizer que o ambiente é de esquerda... Até escreve em jornais (embora, hoje, não seja propriamente algo que abone a favor de...).

    Já regressei, com muitos projectos :-)))
  • Como sabiamente:) escrevi no postal Ambientalismo vs Capitalismo :

    Parece-me evidente que a crispação sobre "o que fazer? " se relaciona muito mais com lutas ideológicas intestinas, do que propriamente com a necessidade de agir. Esta tensão origina-se, subliminarmente, ou não, das propostas apresentadas, pelos académicos/ambientalistas, concentrarem-se, unanimemente, numa revisão do modelo económico (o tal capitalismo/hiperconsumismo), interpretadas pelos capitalistas fundamentalistas, como tentativas espúrias das vanguardas vermelhas para, em nome do ambiente, implementarem as suas agendas marxistas derrotadas nas "assembleias de voto".

    "É consensual, ou parece-me a mim consensual, que efectivamente poderá haver nos movimentos ambientalistas, brigadas vermelhas, que secundarizam preocupações nobres e legitimas (o equilíbrio da biosfera, a qualidade de vida das gerações vindouras,etc), perante fins, ilegítimos, de engenharia social."
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.