Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

11.09.19

...


Vorph "ги́ря" Valknut

 

 

São cada vez mais numerosas as doenças que não se tratam, e consequentemente mais frequentes os medicamentos que, prescritos, atenuam, mas não eliminam, os sinais clínicos, o que invariavelmente conduz a que as doenças ganhem um carácter crónico. Mais tarde, ou mais cedo, todos seremos crónicos, sem grandes crónicas (talvez as coisas se relacionem, não sei).

 

E também não sei, ou talvez julgue saber, vá lá, o porquê das doenças, na sua maioria, adquirirem cronicidade. Mas isso é assunto para outras crónicas.

 

Focando o meu texto na Depressão /Patologias Mentais e correndo o risco de apelidarem esta minha opinião de neomarxista, vejo como possível etiologia, daquelas doenças, uma desadequação entre a nossa biologia (lenta nas suas evoluções, involuções e adaptações) e os saltos de tigre culturais e societais. Mas acredito que possa estar errado e se resuma tudo a uma falta de vontade e não à falta de tempo . Que também aqui, como nos lembram homens, excepcionais, de grandes certezas , não haja vítimas. Apenas  pessoas, ordinárias, que finjem grandes males.

 

 

2 comentários

Comentar post