Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

05.06.20

The Cure - Trust


Vorph "ги́ря" Valknut

"There's no-one left in the world
That I can hold onto
There is really no-one left at all
There is only you
And if you leave me now
You leave all that we were
Undone
There is really no-one left
You are the only one
And still the hardest part for you
To put your trust in me
I love you more than I can say
Why won't you just believe?"
04.06.20

In the Woods - Empty Room


Vorph "ги́ря" Valknut

An empty room

What are we living for

It is for you

It is for me

Another weak soul

-why is it so hard

Is home far from here

Can you tell me

Whar are we living for

 

I am lost in a prison

-in my old thoughts

My hands are tied

I cannot reach the end

 

A part of me

Is falling apart

And finally I understand

We all cannot be saved

 

How can I give you love

When you never understand

What's behind these buildings

How can I show you feelings

When you're living in a combination

Of fear

Forgive me because my eyes are

Shaved forgive me because my

Head is shaved forgive me

Because my blood is boiling forgive

Me because my skin is bleeding

Sorrow's been taking my soul away

 

I'm lost in a cave

-in my own thoughts

My hands are tied

I cannot reach light

 

They're hunting me while

I'm trapped

Inside this useless body

They're possessing me

It is a prison on the wrong

Side of mankind

Let me be

Free at last...

04.06.20

O racismo, sendo universal, não é todo igual.


Vorph "ги́ря" Valknut

Os que pretendem, nos EUA e "cá", branquear o racismo contra os pretos, afirmando que também estes são racistas, acabando numa generalização, amoral, de ser o racismo todo igual e universal, partem de falsas premissas. O sentimento/emoção racista, em menor ou maior grau é universal (está nos genes), sim senhor, mas ele não tem todo o mesmo valor histórico e cultural, nem pode, nem deve, ser tratado de forma igual. Se assim fosse não falaríamos no anti-semitismo, particular, do III Reich, mas sim, e apenas, nas políticas racistas gerais daquela ideologia. Sabemos bem demais que as consequências sociais, culturais, históricas, económicas, políticas, do anti-semitismo alemão ou eslavo, do racismo, contra os africanos, não são passíveis de ser abrangidas, entendidas, pelo significado desse "outro" racismo, biológico, inato, inconfessável, inconsciente, mas presente, em cada um de nós. 

03.06.20

Protomartyr, ao vivo, na KEXP


Vorph "ги́ря" Valknut

Protomartyr.

We Stand in Solidarity

We as KEXP are committed to becoming an anti-racist organization. We mourn the murders of George Floyd, Breonna Taylor, Ahmaud Arbery, and all victims of racial injustice and police brutality. Black Lives Matter. We stand in solidarity with protestors across the nation who are calling for justice and accountability. 

 

KEXP is a white-led organization with a majority-white staff, and has a majority-white audience. We are a part of a music industry that has been and continues to be exploitative of people of color, and Black musicians specifically. We're also part of a media industry that has marginalized Black and Brown voices, and a nonprofit sector that has centered and valued the contributions and expertise of white people above those of Black people and people of color. Beyond this, we are living through a global pandemic that is having an outsized impact on people of color.

 

KEXP has not been exempt from these patterns of injustice, and in fact we have benefited from our position of privilege. We acknowledge this, and know that we have much work to do. We also acknowledge that this statement itself is late in coming, and insufficient on its own. In all sincerity, the current situation made us take a hard look at the voices invited to craft these types of statements, and we realized that if we talked about inclusion, we needed a statement that synthesized the input of the entire organization, especially the Black staff in our community. 

 

We are learning and listening, with particular attention to Black, indigenous, people of color (BIPOC) voices in our community. We are working on creating pathways forward to further center and uplift BIPOC voices as we work towards becoming an anti-racist organization.

 

 

Anti-Racist and Social Justice Resources

03.06.20

A história americana é negra.


Vorph "ги́ря" Valknut

Movimentos, protestos, de ordem política e social, aqui e em todo o lado, provocaram/provocam sempre excessos e destruição de propriedade. É o que sucede quando as mudanças políticas tardam em fazer-se sentir, as urnas parecem furadas, e as forças políticas "bacorejam" indiferença. A massa humana sai à rua e para ser ouvida, ser tomada a sério grita, não fala, sendo conduzida pela raiva da indignação e não dirigida por bons gestos ou palavras mansas.

"Protestem, mostrem a vossa indignação, mas com respeitinho". Ridículo. 

03.06.20

Não há, nem nunca houve, movimentos cívicos, populares, ordeiros.


Vorph "ги́ря" Valknut

Sejamos "homenzinhos". Se as justas reinvidicações da sociedade civil não forem atendíveis no ordeiro sistema político e partidário, cairão, caoticamente, na Rua. 

Não há, nem nunca houveram, movimentos cívicos, populares, ordeiros. Nem nunca a ordem serviu os propósitos da mudança. Etimologicamente, politicamente, são antagónicas. A transformação é antecedida, quase sempre, pela mudança desordeira. Uma desordem que mais tarde será integrada, legitimada, pela transmutação do velho sistema.

Recomendo, a propósito, a leitura deste texto, da autoria de João Campos 

02.06.20

O emético bloguismo.


Vorph "ги́ря" Valknut

Na Rede Blogues Nacionais (RBN) já se pescam comendadores e comentadeiros a enrolar o abjecto racismo norte americano no isco da multidão em fúria. Na verdade quem assim pesca, fá-lo seguindo as técnicas trumpistas. Desviar para o fundo o que conta. A reiterada violência policial sobre a população negra, acompanhada pela indiferença do sistema político e judicial norte americano, são os nutrientes destes tempos de cólera.

Não admira que o Chega tenha vindo para ficar. 

Adenda histórica:

Na história americana também os movimentos sociais, dos 60´s, pelos Direitos Cívicos e os Pacifistas, adversários da Guerra no Vietname, foram alcunhados, pelo "establishment" , de comunistas e terroristas, pagos por forças estrangeiras. 

01.06.20

Como diabos se representa, graficamente, o sentimento de um povo?


Vorph "ги́ря" Valknut

GettyImages-615297796-5b85e265c9e77c0057875e13.jpg

Sobre gráficos e estatísticas:

Conta-se que Robert McNamara, ex- Secretário de Estado, nos anos vermelhos do Vietname, inventou uma fórmula matemática, ou não fosse ele um ex-gestor de empresas, dado e dotado às matemáticas, com o propósito de saber se os EUA estariam, num dado e qualquer momento, a ganhar suja guerra. Mandou dita cabecinha, da cabecilha americana, coletar variadíssimos valores, correspondentes a variadíssimas variáveis, como, por exemplo, número de armas apreendidas ao inimigo, número de mortos, toneladas de arroz mandados aos ares, "you name it". Um general, possivelmente do Sul dos Estados Unidos, ao ver tamanha pilha de papéis, de colunas mais gráficos, perguntou, onde diabos estava matematicamente representado o "espírito, a coragem e o sentimento do inimigo". Possivelmente, ainda hoje, no Pentágono, se busca dita Chave d'Ouro. 

Pág. 4/4