Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

Blogue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

...

Por vezes não é a escuridão que nos impede de ver, mas sim o excesso de luz

(RIP anos 90)

Aviso parental: Documentário M/18

...

Magistral! Rapture (RIP) - While the World Sleeps

 

Early morning rain
An eternal sleepless 4 am
Waking up to silence
Into a slow gray whatever

Everything's blind
In the sleep of the lonely
In a quiet blue current
That's slowly creeping
Creeping

Getting used to seeing
Just trying to keep moving

Everything's blind
In the sleep of the lonely
In a quiet blue current
That's slowly creeping
Creeping

Is it really this cold
Is it really this cold in here
Or is it just me?
Or is it just me?

 

 

...

bernini-1.jpg

 

Gian Lorenzo Bernini, “O Êxtase de Santa Teresa”(1652).

 

 

"Um dia apareceu-me um anjo, com uma beleza nunca antes vista. Eu vi, na sua mão, uma longa lança de ouro, cuja ponta parecia ser de fogo. Ela penetrou-me,várias vezes, o meu coração e as minhas entranhas. A dor era tão grande, que me fez gemer, muitas vezes, em alta voz, e ainda assim fui superando pela doçura desta dor excessiva, não querendo contudo livrar-me dela. Nenhuma felicidade terrestre pode dar-me um prazer assim tão grande. Quando o anjo tirou, de mim,  a sua lança, senti um enorme amor por Deus.”

 

Santa Teresa de Ávila (1559).

 

Toda esta descrição de Santa Teresa de Ávila assemelha-se, metaforicamente, a uma experiência sexual. A um orgasmo, com o qual, se confunde, a expressividade escultural de Bernini.

Relembremos, por fim, a origem etimológica da palavra Orgasmo (orgaein orgasmos - “inchar”, “intumescer” ou “plenitude”). Ela poderá ser empregue, assim, de modo profano (inchar), mas também, e porque não, ao sagrado (plenitude).

Talvez, Santa Teresa de Ávila tenha tido, disso, consciência, sem se ruborescer...ou não.

...

the-death-of-the-virgin-1603.jpg

 

A Morte da Virgem, é uma pintura a óleo realizada, entre 1604 e 1606, pelo pintor italiano, Caravaggio. A obra está preservada no Museu do Louvre, em Paris. Segundo sugerem algumas fontes,  Caravaggio usou uma cortesã como modelo para a Virgem.

 

Ao entrar em Igrejas, ou outros Santuários,  sempre me atraíram as belas, e porque não, sensuais, pinturas (Caravagio) e esculturas (Bernini) representando Madonas, ou outras Santas.

 

Fazendo uma curta pesquisa, verifiquei que esta representação iconográfica, privilegiando as formas puras, demonstrativas de um profundo conhecimento anatómico, teve inicio no Renascimento. Na Idade Média era proibido, considerado pecado, as artes plásticas representarem, fidedignamente, o corpo humano, porque o propósito artístico era, exclusivamente, a representação de uma cena bíblica (a maioria dos fieis era analfabeta, substituindo a imagem, a palavra)  e não a representação exacta da natureza. 

 

"Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca."

Mateus 26

 

Com o Renascimento, a Igreja vendo-se envolvida em diversos escândalos sexuais  (ex: Papa Alexandre VI) perde algum do seu poder político e social. Consequentemente surge uma maior libertação moral, na sociedade renascentista (italiana). Aparecem, por essa altura , as maiores pinturas e pintores (Miguel Ângelo; Caravaggio), esculturas (Donatelo), e as mais belas Igrejas (Brunelleschi).

 

Após esta divagação introdutória, volto ao motivo deste meu breve texto. A sensualidade, o erotismo, das imagens religiosas femininas.

 

Um dos factos interessantes e exdruxulamente irónicos, é que os modelos humanos, escolhidos pelos artistas para a realização das suas obras sagradas, eram formosas "mulheres da vida". Prostitutas. Caravaggio foi um dos mestres pintores que a elas recorreu.

 

Quem sabe, quantas das santas, que decoram altares e capelas, tiveram como modelos artísticos, prostitutas, ou cortesãs famosas? Quem sabe, a quantas delas pedimos, em oração, que nos livrem das "tentações da carne" e nos afastem do "mau caminho"?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D