Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

22.12.18

...


Vorph "Girevoy" Valknut

"Some people hear their own inner voices, with great clearness, and they live by what they hear. Such people become crazy but then become legends"

 

Alfred : I'm in love with you, from the first moment I saw you...like in a novel. Is there any hope that you could learn to love me? 

 

Susannah : I don't think so Alfred. 

 

Alfred: It seems like you're not sure though. Maybe there's a chance?

 

Susannah: I can only cause you pain.

 

 

22.12.18

...


Vorph "Girevoy" Valknut

 

Decidi, hoje mesmo, prevenir-me contra a velhacaria da minha má memória.
Li, ou ouvi (vejam como ela fraqueja já), que a partir de determinada idade, não sabendo, eu, precisá-la (vejam como ela fraqueja já) , a nossa incapacidade de julgamento perverte toda a nossa boa vontade.
Assim, para além de, todos os dias, engolir o Cogumelo do Tempo, comprei, esta tarde, uma máquina Polaróide. Irei, brevemente, compor um Portefólio das minhas distantes amizades. Assim não serão os seus silêncios que me farão lembrar com o quê, elas se parecem. 

Toda a clarividência interior resulta de um religioso Culto pelo Esquecimento.

22.12.18

...


Vorph "Girevoy" Valknut

250x.jpg

 

O significado político, mas também ético, sociológico e filosófico, da ideia principal do livro de Piketty é óbvio: se o capitalismo tende a ser patrimonial e a gerar uma sociedade de herdeiros extremamente desigual, então o capitalismo tende a ser tudo menos uma meritocracia. Toda a sociedade capitalista tende a ser uma plutocracia e a tornar-se incompatível com a democracia (mesmo que, formalmente, não se verifique tal incompatibilidade).


Thomas Piketty, O Capital no Século XXI.

 

«Parece seguro afirmar que O Capital no Século XXI, a obra-prima do economista francês Thomas Piketty, é o mais importante livro de economia do ano – e talvez desta década.»


Paul Krugman, Prémio Nobel da Economia

 

«Escrevi este livro não para os políticos mas para as pessoas que lêem livros. Afinal, são as pessoas que decidem o que os políticos fazem, e é mais importante convencê-las a elas.»


Thomas Piketty