Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

B(V)logue de Alterne

Gosto de, sob o Facho, usar a Foice mas, tenho, no Martelo, o meu maior prazer.

11.12.18

...


Vorph "ги́ря" Valknut

 

Há homens que no final dos seus dias se lamentam de não terem vivido tempo suficiente. Que a morte, ou a doença, veio indelicadamente antes do prazo. Pois bem, queixo-me do contrário. Nunca me tendo inibido de fazer o que me apeteceu, tendo feito, inclusivamente, coisas antes mesmo de ter tido a vontade de as fazer, vivi, assim, sempre, a modos de acelerado. E isto, porque nunca pensei vir a viver todo este tempo. Daí a minha pressa, ou se calhar, penso agora, terei procurado na pressa um levar-me depressa? Quem sabe? 

Assim, sempre apressado, não guardei nenhuma parte da vida para estes dias sobrados.  Dito de outro modo, gastei-me antes de ter gastado a própria vida. Ou de a vida me ter gasto a mim. Porra, será que ela se esqueceu? 

 

11.12.18

...


Vorph "ги́ря" Valknut

“TREVES: Plato believed this was all a world of illusion and that artists made illusions of illusions of heaven.


MERRICK: You mean we are all just copies? Of originals?


TREVES: That’s it.


MERRICK: Who made the copies?


TREVES: God. The Demi-urge.


MERRICK (goes back to work): He should have used both hands shouldn’t he?”

11.12.18

...


Vorph "ги́ря" Valknut

 

Há no firmamento


Um frio luar.


Um vento nevoento


Vem de ver o mar.


Quase maresia


A hora interroga,


E uma angústia fria


Indistinta voga.


Não sei o que faça,


Não sei o que penso,


O frio não passa


E o tédio é imenso.


Não tenho sentido,


Alma ou intenção...


Estou no meu olvido...


Dorme coração...

 


Fernando Pessoa, (s/titulo 11.03.1917)